Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2013

Por menos estupidez e mais amor no coração

Sabe, eu não sei muito de religião. Eu não sei muito de história também. Mas uma coisa é certa. A religião faz parte da história e a história quem faz são os homens.
O que eu vejo é gente usando Deus para justificar um sentimento seu que não entende. Gente que prega que não tem preconceito, mas julga o outro. Que diz não se importar com um tipo de comportamento, desde que não veja o comportamento. E ainda diz que é um direito. Sabe, eu não entendo o motivo do seu direito de não ver ser mais importante do direito do outro em ser quem ele é. Eu não entendo o motivo de tanta gente se sentir mal vendo um casal gay, mesmo que eles estejam apenas de mãos dadas. Apesar de ser outro século, ainda tem gente que acha estranho casais de raças diferentes. Beijo gay não pode, mas cenas de sexo na novela pode. União civil de homossexuais não pode, mas sexo antes do casamento agora pode (ah, a igreja não liberou ainda?! Achei que já com tanta gente fazendo...), roubar o namorado(a) da(o) outra(o) po…

Amor com prazo de validade

Imagem
Alguns dizem que o amor é para sempre. Que se acaba não é amor, é paixão.
Será?
O que é o amor?
Não sei.
Só sei que já senti. E acabou.
Se eu não sei o que é, como sei se já senti?
Ah, que importa?!

Só sei que gosto de amores com prazo de validade. Tipo amores de férias.
Enquanto eu vou conforme as ondas, procuro amores com prazo de validade. Já que não sei até quando vou ficar. É a magia de se apaixonar sem esperar.
Vantagens: descontração, descomplicação, liberdade, espontaneidade, sem promessas, sem expectativas, etc, etc, etc.
Desvantagens: tem data para acabar. O que não é necessariamente uma desvantagem? Sofrimento. Sim, mas dá bons poemas.

Tudo anda complicado.
Será que as pessoas tem medo de se machucar ou tem medo de que dê certo?
Que tal encaramos tudo como se tivesse um prazo de validade? O prazo para acabar é quando não nos faz mais bem. Qual a dificuldade disso? Será que somos tão medrosos assim para não começar algo porque pode terminar? Será que somos tão orgulhosos a…