Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2013

O meu desejo para 2014

Imagem
O meu desejo para 2014
Em 2014 espero que a gente aprenda a ter mais empatia. Não, não quero que a gente tenha mais saúde, mais sucesso, mais felicidade e nem mais dinheiro. Quero que o mundo transborde empatia. Por quê? É bem simples. A partir do momento em que somos capazes de sentir o que o outro sente, se colocar no lugar do outro, vem a solidariedade. E esse mundo não está precisando de gente que aponta o dedo para dizer o que está errado. Esse mundo precisa de gente que estenda a mão para ajudar, arregace as mangas para trabalhar e tenha fé que tudo pode melhorar. Mais empatia porque estou cansada de julgar os outros e as situações achando que estou certa ou que sei tudo. Estou cansada de olhar o lado negativo das pessoas porque não enxergo meus defeitos ou não quero enxergar. Estou cansada por deixar as críticas ocultarem os elogios. Por que espalhar o erro do outro? Estou cansada de olhar diferente para aqueles que apresentam alguma deficiência. Estou cansada de ter medo dos que mor…

Tensão sexual

Tensão sexual. Aquela vontade que vai crescendo… Vontade de agarrar, beijar, amassar. De prensar contra a parede, encoxar. Esquecer de que existe o mundo. É comer com os olhos. É estar ouvindo tudo o que o outro fala, mas pensando em calar a boca do outro com sua própria boca.  É algo que mexe tanto com a imaginação. Tanto que ela fica funcionando por dias… tira o sono, o sossego e até a razão.
Sabe, acho que poucas coisas são mais frustrantes do que vivenciar aquela tensão sexual toda e nada acontecer. Quem não tem aquela pessoa que por um motivo qualquer não agarrou? E vai me dizer que esse não é o pior tipo de arrependimento? Vai me dizer que toda vez que lembra dessa pessoa não vem a pergunta "pq eu não deixei/fiz acontecer?" Vai me dizer que não fica aquele "gosto amargo na boca"? Pois é, eu sou uma pessoa que tem uns 3 ou mais desses tipos de cara na minha vida. Sim, eu sou uma baita corajosa para correr atrás dos meus sonhos. E sim, eu sou uma baita covarde qu…