Hora da revolta

Pare o mundo que eu quero descer.


Eu não quero trabalhar hoje (na verdade queria ficar sem trabalhar por um mês).
Eu não quero defender a tese (leiam e me mandem um email com as críticas e sugestões).
Eu não quero corrigir artigos (aceitem do jeito que está ou não aceitem, porra).
Eu não quero escrever artigos (por que diabos já não está bom "só" a tese?).
Eu não quero me inscrever em concursos (quanta bu-r-rocracia, deviam só analisar o currículo e escolher).
Eu não quero arrumar todos os arquivos no computador novo (já basta ter que ficar fazendo backup milhares de vezes).
Eu não quero escrever artigos em inglês (mesmo com um autor nativo me enchem o saco).
Eu não quero ouvir mais nada (... chato... burro ... música ruim).
Eu não quero saber mais de nada (... estúpido ...).
Eu não quero dar conselhos (isso é só porque eu estou revoltada hoje).
Eu não quero ouvir seus problemas (isso é só porque eu estou revoltada hoje/ pelo menos os de quem não me importo com a vida/ amigos ajudo com prazer).
Eu não quero que me perguntem da minha vida (vá cuidar da sua, eu só cuido da minha e não adianta, vivem me perguntando).
Eu não quero dar atenção para quem me entedia (tem horas que para ninguém).
Eu não quero comer comida saudável (carboidrato que é bom, mato é ruim, nem vem que não tem).
Eu não quero parar de tomar coca-cola.
Eu não quero ter que emagrecer (me preocupo mais com a saúde do que com a forma, mas...).
Eu não quero fazer exames (principalmente os ginecológicos).
Eu não quero fazer exercícios entre quatro paredes (quero um parque lindo e verde para caminhar).
Eu não quero me sentir carente (um boneco inflável e certos apetrechos não resolvem tudo).
Eu não quero ter hora para acordar.
Eu não quero ter hora para dormir.
Eu não quero ter hora para comer.
Eu não quero ter que ganhar dinheiro.
Eu não quero ter que arrumar um emprego (quero viver de vento, ao relento na mata, fazendo fotossíntese).
Eu não quero ter PRESSA.
E de acordo com o pensamento positivo ou o caraio a quatro todos esses nãos não serão interpretados pela mente ou pelo universo ou pela puta que pariu e eu terei que fazer tudo isso!
Só queria dar um tempo e poder deixar tudo o que eu tenho para fazer para um dia aí qualquer quando eu tenha vontade de novo!


Pare o mundo que eu quero descer.

Comentários

Ivana disse…
Totalmente te entendo! Tb não queria (e ainda não quero) fazer muitas das coisas q vc comentou aí. Queria morar numa casa no mato, plantar a minha comida e ficar lá de boa... mas não rola né. Eu tenho artigos. Um ex orientador q deixou claro q ele pode me fuder ainda mais no futuro, caso eu não publique. Meu namorado mora do outro lado do mundo e eu preciso arrumar um emprego a)pra pagar passagens e/ou b)pra juntar grana e ir ficar lá procurando emprego. Apoio sua revolta! O q a gente pode fazer pra mudar isso??
A.S. disse…
Não tentes lutar contra o mundo querida! Será muito mais inteligente acreditares em ti própria e enfrentares sem medo todos os minutos!...


Beijos,
AL

Postagens mais visitadas deste blog

A importância que damos às pessoas

página em branco

Um fuck pra sociedade!