Mais uma peça para o quebra-cabeças



E chega dia 19 de agosto. Pouco mais de quatro anos se passaram do final do mestrado. E coincidentemente era dia 19, mas de junho. Quanto mudou na minha vida! Quanto mudou no meu coração! Quanto mudou nos meus pensamentos! E a essência continua a mesma. Às vezes sinto que nada mudou realmente em mim, que apenas resgatei o que já sabia. Um conhecimento adormecido de muito tempo atrás. O que tem acontecido cada vez mais rápido é a percepção do funcionamento da vida. Respostas que sempre estiveram ali, que agora são compreendidas.
O merecimento. Nenhuma ação passa sem reação. Pode demorar, mas ela vem. Pelo bem recebemos a paz na consciência. Pelo mal recebemos a dívida que só o arrependimento e o amor podem pagar.
Quando entrei naquele caminho que tomei para realizar a matrícula na Universidade cerca de 10 anos atrás, uma emoção tomou conta de mim. De certa forma uma paz. Não me arrependo de nenhuma decisão que tomei em todo esse tempo. Ao mesmo tempo uma ansiedade em relação ao que iriam dizer sobre meu trabalho.
Engraçado que foi como eu gostaria. Não como imaginei, mas ouvi o que eu desejava ouvir. Cada vez mais tenho a certeza de que quando trabalhamos com responsabilidade, seriedade, humildade e amor, a recompensa vem. Reconheceram meu esforço, minha dedicação e a qualidade do trabalho. E eu fiquei muito feliz porque nunca se sabe se os outros irão achar que seu trabalho é de qualidade ou não.
Mais um dia lindo na minha vida. E na companhia de muitas pessoas importantes para mim.
Agora são outros rumos, outras perguntas, outras descobertas.

E espero que algum tempo para postar por aqui! E ler mais! O que está difícil!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A importância que damos às pessoas

página em branco

Desconstruindo