Saudade que dói (saudade that hurts)

Sabe saudade que dói?
Aquela que não é nostalgia, que machuca, que enfia o dedo na ferida?
Que dá vontade de chorar, gritar e perguntar "por quê"?
É, se eu realmente tivesse as asas das minhas abelhinhas, sairia voando!
Voando para encontrar aquele olhar
Voando para dançar aquela música
Voando para me sentir viva novamente
Sentir todas as células do meu corpo em uma vibração frenética
Reviver aquele momento
Talvez eu precise não de asas, mas de uma máquina do tempo.

Do you know that “saudade*” that hurts?
That one that isn’t nostalgic, that hurts, that sticks its finger on your wound?
That makes you wanna cry, scream and ask “why”?
Yep, if I really had my little bees’ wings, I’d fly away!
Fly away to meet that look
Fly away to dance that song
Fly away to feel alive again
Feel all the cells of my body in a frenetic vibration
Relive that moment
Maybe what I need isn’t wings, but a time machine.

*Missing something/someone

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A importância que damos às pessoas

página em branco

Desconstruindo