A palestra



Eu gosto de dar palestra. Adoro falar sobre o que eu amo fazer (o que não significa que minhas palestras sejam um espetáculo). Ainda mais quando é para falar da importância das minhas queridas abelhas. E mais ainda quando é para o público "leigo". Em congressos dá um medinho das perguntas, de errar. Mas quando é para pessoas que não são pesquisadores, os ares são outros.
Fui dar uma palestra no segundo Seminário de Meliponicultura de Franca. Como é bom conversar com as pessoas e ver que elas ouviram de verdade o que eu disse!
E como é bom ser valorizada, ouvir elogios. Nessas ocasiões sinto como se o meu trabalho realmente importasse***. Me dá uma alegria de trabalhar, de viver, de poder dividir o pouco que sei sobre as abelhas, a natureza, as plantas!
Ciência tinha que ser mais divulgada!
E mais lida também... será que não é possível fazer uma revista de 1,99 que não fosse de fofoca para as pessoas?
Será que as pessoas iriam comprar?
Será que as emissoras de tv não poderiam colocar programas sobre Ciência e o que se faz nas universidades em outro horário que não 6:00h no domingo?
Acho que não né. Melhor deixar o povo ignorante da potencialidade que nosso país tem. E que o próprio povo tem. Assim ninguém acha importante investir em educação. Assim ninguém acha importante para o crescimento de uma nação a pesquisa.
Engraçado como ninguém nota que 100% do que passa no Globo Repórter sobre dieta foi pesquisado nas universidades. E mesmo assim a pesquisa parece tão longe de nosso dia-a-dia...


*** A pedido de Cadinho (http://cadinhoroco.blogspot.com/) reparo a frase: meu trabalho importa sim!!! :)

Comentários

Liedson Carneiro disse…
Muito bom o que tu escreveu! Também adoro o que faço, mas essa falta de popularização e a não utilização do que a gente escreve, na prática, me fazem questionar: pra que serve o que faço se não para me satisfazer? Daí bate um desestímulo. =/

Beijão!
Alê disse…
Suas palestras devem ser maravilhosas: Vc fala com tanta paixão sobre elas, que deve se refletir na sua atuação,



Bjka
Be Lins disse…
Patricia,
eu penso que as pessoas querem oque não as faça pensar... querem distância do que as façam ver que existe pequenez, escuridão. A luz tem esse poder, ampliar a visão...
Observe os noticiários... quese 80% das noticias são sensacionalistas, enfatizando as desgraças do mundo, como se no mundo só coisas ruins acontecessem, e os 15% das noticias restantes falarão de esporte, de algum assunto aleatório, e os avanços da ciência, que são fantástico e nos permitirão mais saúde, mais bem-estar, mais evelução, mais conhecimento são apenas pinceladas para o público. Por que isso?... não sei, mas não é estranho?

Quando vc experimenta o retorno, como na palestra que vc ministrou, e percebe a avidez das pessoas por assuntos interessantes, então, é hora de sorrir e pensar que tem espaço, sim, tem interesse sim, e cabe aos de boa vontade fazer acontecer.

Parabéns pelo sucesso!

E obrigada por deixar suas palavras amigas no meu blog. Agradeço de coração.

Beijo e boa semana!
Cadinho RoCo disse…
"Nessas ocasiões sinto como se o meu trabalho realmente importasse." Não posso aceitar esta frase do seu texto e peço encarecidamente que faça reparo dela porque é lógico que o seu trabalho IMPORTA sim. O trabalho de qualquer um de nós é importante ainda que insistam em querer que pensemos diferente. No mais, sua publicação está ótima instigante. Eu me afastei da televisão exatamente pra não ficar totalmente impregnado pela futilidade.
Cadinho RoCo
Ah, desse jeito eu quero ver é sua palestra!!
Néia Lambert disse…
Patrícia é uma pena que os meios de comunicação não se interessam por assuntos desse tipo, dizem que não dão audiência. Para você ver, um programa de auditório no domingo à tarde recheado de inutilidades é visto por milhares de pessoas. Um documentário nesse horário seria fatal à uma emissora. Os culpados? os próprios telespectadores que não se interessam por conhecimentos. Isso é o Brasil, infelizmente!
Fico feliz por você gostar do que faz e, certamente, faz muito bem.

Beijos
Denise Portes disse…
patrícia,
Parabéns por seu trabalho, fico feliz por você.
Um beijo
Denise

Postagens mais visitadas deste blog

A importância que damos às pessoas

página em branco

Desconstruindo