Floco de neve


Se um dia perder a imaginação, morrerei. A vida, essa que é real, é dura demais para minha sensibilidade. Enquanto imagino o que tudo poderia se tornar, como seria se tudo fossem nuvens e sorrisos brilhassem por todo lugar, sonho. Arrancar meus sonhos seria como retirar minha alma. Sofro. Sofro por sonhar demais. Mas sofreria mais ainda se dentro de mim não houvesse um universo paralelo cheio de possibilidades. As busco nesse mundo racional onde nada é perfeito. Onde os flocos de neve estão tão longe. Por enquanto... Sonho é meu oxigênio.

PS: flocos de neve são perfeitos. Se pudesse escolher, quando eu morresse meu corpo se transformaria em flocos de neve.

Comentários

*** Cris *** disse…
PatrÍcia tb sinto-me com uma imaginação...Mas agora querendo ser pé demais no chão, perdi um lindo coração.
Eu tb adoro os floquinhos!
Bjs!
É o que podemos fazer para sobreviver né? Sonhar!
Ótimo desejo de se tornar floco de neve!! hahahaa
Néia Lambert disse…
Patrícia, é bom cativar a imaginação, todos precisamos dela para que a vida seja tão leve como os seus flocos de neve.

Beijos
Maria selma disse…
Qdo paramos de sonhar começamos a deixar de viver,
Vim conhecer seu espaço,
gostei muito do texto,
beijos
Ricardo Miñana disse…
Hola Patricia, un placer leerte
que tengas feliz semana.
un abrazo.

Postagens mais visitadas deste blog

A importância que damos às pessoas

página em branco

Desconstruindo