Vermes comedores de segundos

De tempo em tempo o tempo encurta, quase some
Os vermes do trabalho consome seus segundos como traças comem letras
E o cansaço de ler todo dia sufoca meu desejo por ler arte
Parte das mentes que deliram como a minha e transpiram palavras sobre linhas
Ou papéis em brancos...
Ou telas...
E meus delírios se perdem no meu labirinto sem encontrar o mundo
Ah, vermes malditos! Vou comer vocês!
Vou alimentar minha loucura e vomitar frases perdidas
Preencher o tempo que sobra com a alegria de ler e escrever

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A importância que damos às pessoas

página em branco

Desconstruindo