Tudo era mais simples

Viajar tem dessas coisas. A gente se descobre, descobre o mundo e muitos porquês. O que um simples diálogo pode trazer.
Outro dia me peguei tentando lembrar como era ter 20 anos. Como eu era quando entrei na Universidade. Conversando no avião com uma garota, veio em minha mente:
"A diferença entre os 20 e os 30 anos: tudo era mais simples."


Eu tinha menos medos. Medos que vieram de algumas experiências. Experiências que me fizeram crescer. Crescer é ter mais medo? Talvez medo não seja a palavra adequada. Pensando melhor deveria dizer precavida, cuidadosa, seletiva. Passei a escolher melhor e com mais cuidado as situações com as quais me envolver. Aprendi que não é tudo preto no branco, no mínimo é tudo em escalas de cinza e às vezes ainda pode ser colorido. A garota me perguntou o que eu achava de namoro à distância, se eu achava que todos os homens traíam quando estavam longe de suas namoradas. Quando eu tinha 20, eu diria que sim se eles não amassem as namoradas, que era exatamente o que ela achava. Hoje eu digo que depende do homem, pois já conheci apaixonados que traíram, apaixonados que quiseram mas se controlaram e apaixonados que nem pensaram nisso. Com a experiência vai ficando mais complicado afirmar algo dentro desse universo humano em que as situações são as mais diversas possíveis. E as pessoas tão únicas.
Ao mesmo tempo que as decisões parecem mais sólidas, elas parecem tão definitivas agora. Como se não houvesse mais tempo de mudar. Com 20 anos entrei na Universidade e parecia que eu poderia decidir que queria algo e depois mudar de idéia. Tudo ficaria bem. Hoje parece que eu decido e assim será para o resto da minha vida. O tempo parece mais curto e por causa das regras sociais sinto como se tivesse que preenchê-lo com trabalho, casa e família, quando ainda não encontrei o X da questão.
Talvez tudo fosse mais simples porque eu ainda não sabia das consequências que as decisões tem. Não que eu tenha tomado decisões erradas na vida ou me arrependa de algo. Longe disso. Não consigo imaginar minha vida de outra maneira. Talvez quisesse ter feito mais, mas são desejos escondidos lá no fundo da minha alma que descobri somente nos últimos anos. Eu ainda vou realizar esses sonhos de animal migratório. Só sei que sinto como se tivesse que decidir rápido e manter aquilo para sempre.
Não lembramos como fomos, achamos que sabemos quem realmente somos e não sabemos como seremos. Achamos tolos os mais jovens, às vezes compreendemos nossos amigos e a nós mesmos e não entendemos os mais velhos. Jovens são tolos porque a vida não é tão simples. Às vezes compreendemos porque na maior parte das vezes não. E deixamos de respeitar os mais velhos porque ainda não os entendemos. Ainda.
Quero ser mais jovem e mais velha ao mesmo tempo.

Comentários

Alê disse…
Devorei cada palavra,

Me vi em muitas frases, linhas, temores,

Ah, os 20 escoaram, e agora, eu também tento ser mais velha e mais jovem ao mesmo tempo,


Menina: como o tempo passa! Daqui a pouco, estarei comparando os 30-40.


Um beijo!
Se os medos aumentam com o passar dos anos, eu estou ferrada.
Eu poderia muito bem decidir algo, mesmo com a cabeça de jovem (tenho 19 anos) e achar que eu poderei mudar depois, caso eu queria.
Mas o problema da questão é que eu não quero mudar.
Eu não sei o que fazer na faculdade, mas quando for fazer algo (o mais rápido possível, porque a pressão está gigantesca) eu quero seguir em frente com isso, entende?!
e por isso esse ano será o segundo que eu não estudo!


blah
Jefferson Reis disse…
Eu tenho 20 anos. E hoje penso que antigamente as coisas eram mais simples para mim. No colégio, por exemplo. Hoje estou na Universidade e é uma correria. Eu mudei, as coisas mudaram. Agora imagino; se tenho 20 anos e acho que as coisas antes eram mais fáceis, como será daqui 10 anos? Será que vou achar que as coisas de hoje eram mais fáceis e simples também?
Izabela e Julia disse…
vai complicar ainda mais? ai meu Deus, não quero sair dos 20 anos não!
mas a tendencia é mesmo sempre achar que os medos superados são mais faceis do que aqueles que enfrentamos agora, mas aposto q aos 20 seus dilemas não lhe pareciam tão simples quanto vc os ve agora...
bjs

Postagens mais visitadas deste blog

A importância que damos às pessoas

página em branco

Um fuck pra sociedade!