A saudade

Saudade do que foi
Saudade do que é
Saudade do que será

Vivo assim sentindo saudade
Saudade de mim mesma
De você
Deles
Dos que já foram
De todos os lugares
Saudade

De clara em neve com açúcar
De suspiro
De bolinho de chuva
De pão com açúcar

Saudade de ter sido amada
Saudade de ter sido beijada
Saudade da dor de ir e deixar ir
Saudade da esperança que tinha de te reencontrar
Saudade da esperança de você sentir saudade

Saudade de estar junto
E saudade de estar sozinha

Saudade de não ter saudade

Saudade da inocência 
Saudade da ingenuidade
Saudade da imaginação

Saudade de não carregar mil feridas no coração

Saudade do tempo não passar tão rápido

Saudade de querer
Saudade de alguém me querer

Saudade


Comentários

Nilson Barcelli disse…
Há tantas razões para termos saudade...
Belo poema, gostei.
Patrícia, vou ler mais...
Beijos.
Luna Sanchez disse…
Eu sinto saudades brutais de coisas que ainda não vivi, de beijosm que não provei, de cheiros que não senti...E essas são as mais malvadas, Patrícia, porque não se sabe até que ponto estão cobertas pelo manto da idealização...

Um beijo, belo post.
Valéria Sorohan disse…
Saudade palavreada com beleza faz da dor aconchego.

BeijooO*
Almi Júnior disse…
Eu já sofro com essa daí.
Saudade de quando era possível matar a saudade.

Postagens mais visitadas deste blog

A importância que damos às pessoas

página em branco

Um fuck pra sociedade!