Primeiro dia e primeiras fotos...


Pois é... não é que o grande dia chegou?!

Não me senti nervosa, sei lá, parecia meio surreal!
Mas como foi difícil me despedir das pessoas... me bateu uma certa melancolia!
No meu aniversário, em Sorocaba, na hora do parabéns, olhei para todo mundo e o coração ficou apertaaaaado... claro que chorei. Queria muito vir, mas também queria ficar.
Bom, mas foi... arrumei a mala, fomos para o aeroporto e não quis prolongar a despedida...

O vôo foi bom, na medida do possível... acho que nunca vou achar bom ficar mais de 2 horas dentro de um avião! 10 então... ai credo!
Cheguei e de repente fiquei super nervosa por ter que passar na imigração, vai entender!
Mas foi tudo bem... o difícil é pensar em inglês depois de 10 horas de vôo sem dormir direito e cansada!

Finalmente consegui trocar as coroas suecas que tinha! UHU! hehehehe

E aí tinha que pegar um carrinho pra conseguir levar um monte de mala, né! Mas antes de eu descobrir como um homem super simpático veio oferecer o serviço de levar as malas... ah! Eu aceitei! Ele ainda me levaria até o Red Car Service...
Aeroporto bonito! Mas sempre acho que deveria ter mais placas, ou pelo menos placas melhores!
E lá vai eu entrar na van... quando a porta do aeroporto abriu... UUUUUUUU! Que frio!
Sorte que no carro era quentinho...
E começo a conhecer o Canadá...

Estranhei as árvores, mas logo lembrei que é inverno. Todas marrons, sem folhas, com aparência de mortas... assim como os outros tipos de plantas!
Como as cidades são planas!
Não vi muito de Toronto.

De repente já estava em Guelph... me parecia mais que estava em um filme hehehehe
Cheguei e como estava nublado e frio e tudo como descrevi acima, a impressão não foi muito boa, fiquei com a impressão de que preferia estar em casa...
O primeiro dia nunca é fácil! Acostumar a falar em inglês, se concentrar em entender as pessoas, aprender a se localizar... tudo novo!
E a insegurança de cometer gafes... ainda bem que isso não me impede de perguntar, entrar, tentar hehehehe
Shar, o morador da casa que me esperou tão cedo, me mostrou um pouco da cidade e até me arrumou um mapa. O suficiente para eu não me perder. Muito legal ele!
Fui ao banco e nunca foi tão fácil abrir uma conta... é Bruno, nada de comprovantes para tudo que nem naquele dia! hehehe Me deram uma conta para estudante confiando na minha palavra! E muuuuito simpática a funcionária que me atendeu!
Depois fui à Universidade. Linda! Moderno e antigo misturados! Ainda prefiro meu lindo campus de Ribeirão Preto pela natureza, mas confesso que será bem agradável andar por lugares tão lindos! Logo estarão perfeitos, cheios de verde!
Vi esquilos, gansos e corvos! Corvos são creepy!
Encontrei meu orientador de lá, o Peter... que bom! Me animou! Estava me sentindo meio abandonada hehehehehe
Providenciei as burrocracias da CAPES e depois fui ao shopping...

Várias lojas diferentes... pesquisei sobre celulares...
Voltei pra casa... passei pelo centro... comprei algumas coisinhas de comer... ai como é dificil não conhecer as coisas facilmente pelas embalagens e ter que ler tudo hahahahaha Demorei pra comprar 3 produtos!
E me perdi no bairro hahahahaha Fui ficando meio irritada, porque estava morta... mas passou.
À noite conheci o Tim, comemos pizza e batemos papo!


Comentários

Renata disse…
Eu q diga o qto foi difícil me despedir de vc...
Boa sorte aí amiga linda!!!
Te amo, beejoo.

Postagens mais visitadas deste blog

A importância que damos às pessoas

página em branco

Um fuck pra sociedade!