Vivendo a metade - limpeza/ Living half of it - clean

Um eclipse lunar acentua sempre a necessidade de deixar o passado ir embora. Disse o horóscopo.

Se não tivesse lido isso depois de ter sentido o que senti, acharia que era psicológico.

3:00
Coloquei a cabeça para fora da janela, olhei o luar e senti o vento forte no rosto.
As árvores balançavam tanto. Pareciam me dizer “deixe ir, deixe ir, liberte-se”.
Os morcegos gritavam “não dói mais, não percebe? Você confia no futuro, novamente... finalmente”.
A lua iluminava mais que meu coração, iluminava minha mente.
E os dois diziam para a minha alma “você sabe o que está procurando”.
E o vento levou embora esse medo de nunca encontrar o que estou procurando.
A nuvem, quase invisível na escuridão, apontou para mim...
... mostrando que eu estava vivendo a metade.
E a metade não me completa.
Um filme na minha cabeça.
Nenhum sonho preenche a metade que falta.
A luz da lua iluminou minha alma.
Preencheu cada fresta do meu ser.
Matando qualquer vírus de tristeza, medo ou escuridão.
Estou limpa.
Novamente.

A lunar eclipse always intensifies the need of letting the past go. Said the horoscope.

If I hadn’t read this before feeling what I felt, I’d think it’s psychological.


3am.
I put my head out of the window, look at the moonlight and felt the strong wind on my face.
The trees were shaken so much. They seemed to tell me “let it go, let it go, break free”.
The bats were screaming “it doesn’t hurt anymore, can’t you see? You trust in the future, again… finally”.
The moon lighted not only my heart, lighted my mind.
And both were telling my soul “you know what you’re looking for”.
And the wind took away this fear of never finding what I’m looking for.
The cloud, almost invisible in the darkness, pointed at me…
… showing that I was living half of it.
And the half doesn’t complete me.
A movie in my head.
No dream fills the half that is missing.
The moonlight lighted my soul.
Filled every crack of my being.
Killing any virus of sadness, fear or darkness.
I’m clean.
Again.


E bem na época do ano que a gente se prepara para o próximo ano. Não enxergo o próximo ano como outro esse ano, mas como uma continuação com um número diferente. Não tenho grandes pendências, nem resoluções. Sei que tenho que acabar o doutorado até junho e que vou no show do U2. O resto... ah! É resto! Pós-doc? Vamos ver o que rola. Sem maiores cobranças.
Estou limpa... e reiniciada! Tudo limpo! Pronta para mais histórias!
E como sempre o U2 tem uma música para esse momento...

And right in this part of the year that we prepare ourselves to the next one. I don’t see the next year as another this time, but like a continuation with a different number. I don’t have great resolutions. I know I must finish my PhD until june and that I’m going to a U2 concert. The rest… ah! It’s rest! Post doctoral job? Let’s see what happens.
I’m clean… and re-boot! All clen! Ready for more histories!
And like always, U2 has a song for this moment…



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A importância que damos às pessoas

página em branco

Desconstruindo