Yelled - Gritei

I yelled. Yelled as the fault was yours. I cried. Cried as the fault was mine. Whose fault is this? What was the problem anyway? Why do I feel this way? A thousand hands pressuring my skull. I can't breathe. I want to break free, to be free. Feel light. Feel like flying. Feel no fear. No landing.
I yelled. Yelled like the world was holding me back. I don't wanna be here.
Time. Sometimes goes so fast, other times so slow. Must enjoy life, the moments. But I don't wanna be here.
Where do I want to be anyway?

Gritei. Gritei como se a culpa fosse sua. Chorei. Chorei como se a culpa fosse minha. De quem é a culpa? Qual era o problema mesmo? Por que me sinto assim? Milhares de mãos pressionando meu crânio. Não consigo respirar. Quero me libertar, ser livre. Me sentir leve. Sentir como se estivesse voando. Não sentir medo. Não aterrisar.
Eu gritei. Gritei como se o mundo estivesse me prendendo. Não quero estar aqui.
Tempo. Às vezes passa tão rápido, outras vezes tão devagar. Deve apreciar a vida, os momentos. Mas não quero estar aqui.
Onde eu quero estar mesmo?

Comentários

Ju Fuzetto disse…
Muitas vezes o grito é o melhor remédio....


Um beijo linda flor!!

Feliz 2011

Postagens mais visitadas deste blog

A importância que damos às pessoas

página em branco

Desconstruindo